Investimento em Startups, a bola da vez

Imagem-destacada-Eu-heroi_Anjo-investidor
Moby-click-apresentacoes

Ideias, força de trabalho, entusiasmo e conhecimento. As vezes todo esse potencial vai por água abaixo à espera de alguém que acredite e invista na sua ideia. Quem nunca sonhou com patrocinador ou investidor anjo para injetar aquela grana, e as vezes conhecimento também, em uma grande ideia para que deem lucro.

A realidade muitas vezes é áspera, as vezes o investidor tem interesse na ideia mas não chega a um acordo com quem a teve, as vezes o cara da ideia e investidor chegam em um ponto comum, mas o negócio não vai para frente, as vezes nenhum investidor aparece. E existe o caso mais desejado, que é quando tudo dá certo. As combinações para esse casamento de interesses são diversas e já foi comprovado que pode sim ter um final feliz.

Para quem quer empregar seu dinheiro numa startup a tarefa é analisar qual equipe tem o melhor produto a oferecer com um bom plano de negócios levando em consideração alguns critérios pessoais. Sim, é importante o produto e a equipe estarem dentro do perfil do investidor para evitar algo muito comum neste tipo de negociação, que são os conflitos que pouco ajudam no desenvolvimento do negócio.

A multiplicação de startups deixou os interessados em apadrinhar mais exigentes. Os principais receios são de acreditar numa ideia fadada ao fracasso ou se associar a uma empresa descompromissada e sem noção de mercado.

Infelizmente o joio e o trigo estão plantados no mesmo hectare e descobrir qual é a boa semente pode mudar o destino de todos os envolvidos. Mesmo os investidores mais experientes já fizeram escolhas equivocadas e perderam não apenas tempo mas também dígitos e cifrões. A aventura nem sempre é um conto de fadas.

Para quem quer vender ou dividir seu produto com um anjo das finanças é preciso entender o papel que cada um interpreta e compreender que essa é uma transação comercial de alto risco para quem vai desembolsar a quantia necessária para colocar o produto recém criado em linha.

Ter um plano de negócios bem elaborado pode ser o primeiro convite para encontrar um investidor anjo. Documentar toda trajetória da equipe, relacionar as funções do produto, designar um público alvo e avaliar a projeção de crescimento faz parte da etiqueta que deve ser passada ao interessado. Ser transparente e informar eventuais problemas identificados também é importante. Nunca venda gato por lebre.

Embora o dinheiro seja indispensável no processo de crescimento de uma empresa, vale lembrar que a ideia e execução fazem parte do seu trabalho e isso deve ser contabilizado de maneira justa. O valor de uma startup é como um cheque em branco que vai sendo preenchido gradativamente respeitando os limites do criador, da criação e do investidor.

Comentários

Ronnie Magalhães

Pós-graduando em Empreendedorismo e Novos Negócios pela Business School São Paulo. Bacharel em Publicidade e Propaganda pela Universidade Anhembi Morumbi, com especialização em E-commerce e Projetos Web.

Possui conhecimentos e habilidades em planejamento e desenvolvimento de planos de comunicação, estratégias de relacionamento e gestão de canais em mídias sociais, gerência e controle de campanhas, análise e mensuração de resultados. Experiência na integração de projetos com Analytics, Search Engine Marketing, Search Engine Optimization. Certificado Google Advertising Professional.

Newsletter

Newsletter Eu Herói- Cadastre-se

Parceiros

  • Banner-Moby-Click-Apresentacoes.jpg
  • Publicidade-Google-Adwords.jpg
  • Banner-QualificaSP-Curso-Empreendedorismo.png